DESTAQUESPOLÍTICA

‘Motosseata’ com Jair Bolsonaro reúne milhares de seguidores em São Paulo

“Acelera para Cristo” foi de São Paulo até a cidade de Jundiaí, e retornou à capital, sendo encerrada em frente ao Obelisco, nas imediações do Ibirapuera

O presidente Jair Bolsonaro participou na manhã deste sábado(12), de uma “motosseata” em São Paulo. O presidente conduziu uma moto à frente de um comboio com milhares de motociclistas que o apoiam.  O grupo saiu das imediações do Sambódromo do Anhembi, na marginal Tietê, Zona Norte da capital paulista, e seguiu pela Rodovia dos Bandeirantes até Jundiaí, de onde retornaram a São Paulo. A via ficou fechada no trecho entre as cidades, cerca de 160 quilômetros, para a passagem do ato.

O final da manifestação, que também percorreu vias importantes da cidade, ocorreu na praça do Obelisco, diante do Parque do Ibirapuera. Bolsonaro discursou no local ao lado de aliados.

O primeiro trajeto divulgado era mais curto: ia apenas do sambódromo até a Avenida Paulista, mas Bolsonaro considerou curto. “Eles falaram quarenta quilômetros. Quarenta quilômetros para 100 mil motos? O cara vai ligar o motor e ficar parado”, ironizou em conversa com apoiadores em frente ao Palácio do Alvorada na quarta-feira (09).

A expectativa dos organizadores do evento era maior que a do próprio presidente – falaram em 1 milhão de motos. Segundo o empresário Jackson Villar, que esteve na reunião com a PM, 400 mil veículos foram inscritos no site da Embaixada do Comércio, entidade que preside. Segundo ele, um dia antes esse número era de 275 mil.

Organização do evento

A organização do evento foi batizada de “Acelera para Cristo” pelo próprio Villar, e chegou a ser divulgado que o passeio teria a organização de lideranças evangélicas ligadas ao Conselho de Pastores de São Paulo.

Jackson Villar – cujo verdadeiro nome é Jarkson Vilar da Silva – tem 41 anos de idade. Em 12 de março deste ano, organizou um protesto no Terminal João Dias contra o governador João Doria (PSDB) e as medidas de restrições adotadas para conter o coronavírus. Uma semana depois, também liderou uma carreata até as proximidades da residência do tucano, nos Jardins.

Questionado sobre como tratou da organização do ato com Bolsonaro, disse apenas que enviou e-mails para o endereço eletrônico da agenda do presidente e que tudo foi combinado por esse canal. Ele também afirmou ter convidado a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), que compartilhou conteúdos divulgados pela Embaixada do Comércio.

Manifestações

O passeio em São Paulo foi o terceiro de Bolsonaro com simpatizantes motociclistas — ele já fez eventos semelhantes em Brasília, no dia 9, e no Rio de Janeiro, no dia 23 de maio. 

Imprensa Livre do Ceará

Botão Voltar ao topo