CEARÁDESTAQUES

Segundo Funceme, Ceará só tem 20% de possibilidade de chuvas acima da média até maio

Entre março e maio, a probabilidade de chover um volume acima da média histórica no Ceará é de apenas 20%, de acordo com prognóstico climático divulgado pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

Ainda conforme o documento, o estado tem possibilidade de ter 45% de chance de receber um volume de chuva em torno da média histórica, além de 35% de o volume ser inferior a esse índice. Conforme a Funceme, “os modelos de previsão apontam uma alta variabilidade espacial e temporal na distribuição das chuvas dentro do estado”.

Conforme a fundação, os prognósticos consideram dados dos três próximos meses (março, abril e maio) como uma “tendência média do volume acumulado de chuvas”. Segundo a entidade, o clima atualmente no Ceará está sofrendo interferência do fenômeno La Niña.

“No oceano Atlântico tropical sul e em áreas próximas à costa norte da região Nordeste se observam águas mais aquecidas além de predomínio de Temperatura da Superfície do Mar (TSM) na normalidade próximo à região equatorial”, indica o documento.

Em tese, a La Niña provoca aumento no volume de chuvas no Norte e Nordeste e secas e altas temperaturas no Sul do Brasil. O fenômeno climático consiste em um resfriamento anormal das águas do Oceano Pacífico, que interfere nas chuvas em diversas áreas da América Latina, incluindo o Brasil.

A Funceme indica que houve predominância da La Niña nos meses de novembro, dezembro e janeiro, mas há tendência de enfraquecimento desde fevereiro.

Botão Voltar ao topo