CEARÁDESTAQUESNACIONALPOLÍTICAREGIONAL

Bolsonaro Plano Nacional de Fertilizantes, e no pacote, a mina de Itataia em Santa Quitéria

O Ministério da Agricultura confirmou que o Plano Nacional de Fertilizantes deve ser lançado amanhã (11), às 11 horas, no Palácio do Planalto.

A ministra Tereza Cristina e o presidente Jair Bolsonaro destacarão no evento, que a iniciativa busca diminuir a dependência externa de adubos do país, atualmente em 85%, por meio da ampliação da produção local.

Um dos cinco objetivos estratégicos é modernizar, reativar e ampliar as plantas e projetos de fertilizantes existentes no Brasil, no que está incluído o projeto Santa Quitéria – exploração de urânio e fosfato na mina de Itataia.

O presidente está a par do assunto e sinalizou positivo para o deputado federal Danilo Forte. Há expectativa para que, dentro do seu discurso, Bolsonaro fale sobre o empreendimento nas divisas de Santa Quitéria e Itatira.

O Consórcio Santa Quitéria, composto pelas Indústrias Nucleares do Brasil e a Galvani Fertilizantes, aguardam o momento com bastante ansiedade, uma vez que serão conhecidos maiores detalhes sobre como será possível desburocratizar o Ibama.

É neste órgão que hoje, está o maior gargalo para o licenciamento, já tendo dado o aval para o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e restando apenas o Relatório de Impacto Ambiental (RIMA), cuja previsão é ainda para esta semana.

Com o Projeto Santa Quitéria em plena operação, estima-se uma produção anual de 1.050.000 toneladas de derivados fosfatados, fertilizantes e produtos para alimentação animal, o que poderá atender de forma muito segura, às demandas das regiões Norte e Nordeste e à medida que a economia russa vai sendo castigada por sanções, o Brasil pode perder o seu principal fornecedor. Um investimento inicial de US$ 400 milhões iniciais, ou pouco mais de R$ 2 bilhões.

Via AVSQ

Botão Voltar ao topo